13 janeiro 2006

O chincalhão

O chincalhão é um jogo tradicional de cartas que se jogava com bastante afinco na minha aldeia: Guimarães de Tavares.
È dos poucos jogos com cartas onde se pode utilizar o verbo para ludibriar os adversários (e as vezes os parceiros). As fanfarronices como “deixa-os vir para mim que eu sou pé” (tenho um jogo seguríssimo) ou “está a cantar de galo mas não tem jogo nenhum” fazem parte da estratégia do jogo. É o chamaedo jogo falado ou de bluf em lingua america e de cantar de galo em tuga.
Um resumo muito breve das regras é o seguinte:

As equipas são sempre duas, constituídas por dois, três ou quatro elementos. Dão-se três cartas a cada jogador, o primeiro a jogar pode “cantar” para o adversário que está ao seu lado – Seis, o adversário pode aceitar e mandar jogar para seis (podendo falar com todos os companheiros se vão ou não) ou “cantar” – nove (sempre múltiplos de três), quando alguém parar de “cantar” e disser “vamos a jogo” começa a vaza.

A primeira vaza é a mais importante, como dizem os antigos “a primeira vale um carro de milho” porque em caso de empate na ultima jogada os pontos vão para quem fez a primeira,

A carta de maior valor vária conforme o número de jogadores, a saber:

8 Jogadores: Duque de Paus (Zaganito)
6 Jogadores: Dama de Ouros (Douradinha)
4 Jogadores: Valete de Paus (Cavalo)

O valor das outras cartas importantes e por ordem é o seguinte:

Cinco de Ouros
Cinco de Paus
Dama de Espadas (Sota)
Quatro de Paus (Zapt)
Manilha de Copas (Manilhão)
Manilha de Ouros (Manilha)
Ás de Espadas (Mata-ternos)
Ternos
Duques
Restantes figuras

A forma de apontar as vazas também é peculiar, aponta-se em quadrados, sendo cada lado do quadrado equivalente a três pontos, terminando o quadrado com um traço no meio (quinze pontos), dois quadrados perfazem um jogo. Quando de tem vinte sete pontos é obrigatório ir a jogo.

Se na primeira jogada a equipa não quiser ir a jogo, apontam-se três pontos para o adversário. Se a equipa desistir quando se está a “cantar” aponta-se o valor que estava aceite anteriormente, por exemplo: canto “seis” ao meu adversário este aceita e canta “nove” o meu parceiro vê que não temos jogo para nove desiste, apontamos seis para a equipa adversária.

Isto é mais fácil de explicar com uns tintos e uma “punheta” de bacalhau, porque há sempre os truques e os sinais que eu depois posso revelar.
Enviar um comentário