03 janeiro 2006

THE ARCADE FIRE - A minha melhor colheita do ano 2005


Conheci os Árcade Fire através dos U2, não que Bono e Cª sejam meus conhecidos, mas porque gostava muito da música de abertura dos concertos. Após uma aturada investigação descobri o seu nome: Wake up dos Arcade Fire.

O único álbum que conheço dos Árcade Fire chama-se Funeral, o nome deve-se ao facto de na semana das gravações os membros da banda terem ido a vários funerais de familiares, o que, graças ao seu talento criativo, os fez converter a dor em melodias excepcionais.
São uma banda canadiana com um som próximo do indie, mas com uma força nas músicas que ultrapassa qualquer rótulo de estilo musical. Os membros do grupo são: O casal Win Butler e Régine Chassagne, Richard Parry, Tim Kingsbury e Will Butler (irmão de Win), em cumum, para alem de familiares, todos eles conseguem tocar vários instrumentos, com grande talento.
Ao vivo, rezam as crónicas, são apoteóticos, que o digam os felizardos que os viram no festival de Paredes de Coura no Verão do ano passado.



É uma banda que recomendo a quem gostar de boa música.


BOM ANO!

PS - Não tem nada a ver com Árcade Fire, mas só por curiosidade, segundo as velhas lendas perdidas o dia de hoje “arremedava” Agosto, e esteve Sol, o de amanhã “arremeda” Setembro (vamos ver) e assim sucessivamente até dia de Reis (começa a seguir ao Natal).
Enviar um comentário