05 abril 2006

A mentira que nos salva


Ouvi com atenção as notícias lançadas na comunicação social sobre o que vai acontecer aos criminosos que não respeitam os direitos de autor e continuam a retirar da Internet musicas e filmes.

Fiquem satisfeito por saber que finalmente vão ser enviadas cartas a esses criminosos para ou pagarem já os direitos daquilo que usurparam ou multa até 5000€, que não podem pagar em prestações (a Eva só cometeu o pecado original e fez com que todas as mulheres pagassem com sangue – em prestações mensais) os mais teimosos malham com os costados na cadeia.

Não é preciso provar nada, basta os donos das editoras – os santos que gastam um euros a fabricar um cd e o vendem por uns míseros vinte e dois – acharem que tem net e que o ip está sempre ligado á mula, se é um mau rapaz que de longe consegue emular o ip de outrem não importa, ou prova que está inocente ou recebe a carta.

Ocorreu-me, na casa de banho (a eles também), que se devia aproveitar a ideia e a policia judiciaria deveria começar a enviar cartas aos ladrões, carteiristas, deputados, donos das editoras e outros gatunos para se entregarem livremente ou então… mas a policia judiciaria não tem dinheiro nem para selos.
Enviar um comentário