30 julho 2010

Batemos no fundo deste buraco...

Há muito, muito tempo, eras tu uma criança…. Não, o tema não é a juventude, nem os tempos em que tudo passava devagar e éramos felizes envoltos nos perigos dos carros sem cinto e do leite sem validade. O tema de hoje são os buracos negros de lama.


O nosso país (e o mundo) escorregou para um buraco negro lamacento. Quando julgamos que já batemos no fundo e que nada nos pode levar mais para baixo, surge um político com uma pá e consegue escavar na lama e enfiar-nos mais uns metros no lodo.

Estava embevecido no meu pensamento libertador da lama, cheio de esperança que o José Pinto de Sousa fosse levado na enxurrada com a sua pá da desgraça (sempre cheia de esperança nos tempos próximos às eleições) pelo novo patrão do PSD. Eis que o ex puto da JSD, agora com ar mandão (a toque de caixa dos que mandam nele) aparece a adejar o novo projecto de constituição, desaparecendo o tal fundo onde batemos debaixo dos nossos pés e nos deixa enterrados até ao pescoço.

Espero que esse projecto de revisão constitucional não passe de uma boa resma de papel para limpar o “sim senhor” e que fique expressamente proibido, a miúdos graúdos do Caramulo que só viveram da política, sem qualquer experiência no mundo duro do trabalho, escreverem qualquer linha sobre legislação laboral.
Enviar um comentário